INVESTIGAÇÃO E ESCRITA DE NÃO-FICÇÃO: Metodologias Fundamentais e Técnicas Essenciais

 

FINALIDADE

A capacidade de investigação continua a ser o elemento de diferença no trabalho de jornalismo, no trabalho de comunicação e na criação de conteúdos para plataformas digitais.
Uma boa investigação permite ao profissional reunir um conjunto de dados e de informações que enchem de riqueza decisiva o trabalho criado e partilhado.
Ao mesmo tempo, a escrita de não-ficção, que vai da reportagem ao storytelling em plataforma digital, passando pela biografia e pela narração de viagem, é o género com maior poder de atração para os públicos, porque conta uma história factual de um modo único.
Ao reproduzir, em texto, em som e imagem, uma realidade com todos os seus pormenores, a não-ficção permite, de alguma forma, conhecer de um modo mais profundo o que aconteceu ou o que está a acontecer.
A investigação e a escrita de não-ficção obrigam ao conhecimento e ao domínio de um conjunto de metodologias e técnicas essenciais, que serão transmitidas nesta formação.

DESTINATÁRIOS

Jornalistas, profissionais de comunicação, criadores de conteúdos, estudantes e licenciados das áreas da comunicação social e cinema, autores, investigadores académicos.

PROGRAMA

50 H

Formação síncrona (30 horas)
A história do jornalismo de investigação e da reportagem
O conhecimento de contexto
Os informadores, as fontes técnicas e as fontes académicas
A estrutura de texto
As técnicas de narração para jornalismo, comunicação e plataformas digitais

Formação assíncrona (10 horas)
Leitura e análise de textos teóricos e práticos de investigação e não-ficção

Formação autónoma com tutoria (10 horas)
Trabalho de investigação e escrita, a ser desenvolvido pelos/as formandos/as de forma autónoma ao longo da ação, com tutoria individual do formador.

OBJETIVOS GERAIS

Partilhar com os formandos os conhecimentos essenciais dos tipos de investigação e escrita referidos. Dotar os formandos das metodologias de pesquisa e investigação fundamentais e das técnicas essenciais de cada género de não-ficção, no contexto de uma abordagem realista ao mercado de trabalho.

TAXA DE FREQUÊNCIA

100 euros.

Desconto de 50% para portadores de título profissional de jornalista e para outros profissionais dos média que apresentem declaração da entidade empregadora comprovativa da atividade atual.

Os desempregados beneficiam de isenção da taxa de frequência, para o que deverão apresentar declaração do Centro de Emprego.

METODOLOGIA

Formação a distância, com sessões online síncronas (através da plataforma Zoom), formação assíncrona e trabalho autónomo com tutoria do formador.

AVALIAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

A qualificação, atestada por um diploma no final do curso, depende da assiduidade da frequência – a ação formativa implica, pela sua própria natureza, a presença dos formandos – e do nível de desempenho dos formandos ao longo do curso, num processo de avaliação contínua.

Para mais informações, contactar Helena Rodrigues da Silva – hsilva@cenjor.pt • Fátima Gonçalves – tlf.: 218855011