FINALIDADE

O conceito de jornalismo de dados não é novo, é uma das vertentes do chamado jornalismo de investigação. Mas na actualidade tem vindo a ganhar e é uma das grandes apostas de jornais de referência como o The Guardian ou o New York Times.
O aparecimento da Wikileaks foi um marco decisivo para a discussão deste tipo de jornalismo.
Tornar os dados acessíveis e com significado para os cidadãos é, por exemplo, um dos objectivos da política da abertura de dados da Comissão Europeia, que está a ser endereçada através da Agenda Digital, e o jornalismo pode ter aqui um grande papel.
Com as grandes transformações que o jornalismo tem vindo a sofrer, o jornalismo de dados apresenta-se como um dos caminhos de especialização a seguir.
O trabalho com dados é uma ponte para conseguir boas histórias, baseadas em informação muitas vezes disponível na Web. O que acaba por trazer a necessidade de novas competências por parte dos jornalistas.

Dar a conhecer os princípios básicos do jornalismo de dados, mostrando a importância do storytelling e da forma como os dados são visualizados, bem como algumas ferramentas importantes para ser bem sucedido no trabalho.

DESTINATÁRIOS

Este Plano de Formação deverá responder a necessidades de formação de dois tipos de destinatários:
– jornalistas com longa experiência, que estão, de um modo geral, há diversos anos a colaborar com publicações, não tendo tido a oportunidade de frequentar ações de formação com regularidade;
– jornalistas mais jovens, com formação específica sobre diversas matérias/áreas de conhecimento, para os quais, se justifica a frequência de uma ação com características de reciclagem/aprofundamento ou, ainda, de aquisição de conhecimentos.

PROGRAMA

25 H

Dados e jornalismo: uma boa combinação
Contar histórias: ir para além dos dados
Onde encontrar os dados
Como explorar os dados: Tecnologias e Ferramentas
Aplicação prática de conhecimentos adquiridos

OBJETIVOS GERAIS

No final do curso, os formandos deverão:
– Saber o que é o jornalismo de dados e em que áreas se move;
– Perceber como as políticas de abertura de dados e novas tecnologias têm vindo a «ajudar» o desenvolvimento do
jornalismo de dados;
– Identificar os novos desafios que se colocam às suas atividades profissionais, tendo em conta a nova realidade pelo jornalismo de dados;
– Perceber a importância de contar histórias e das abordagens possíveis através da análise de dados;
– Distinguir os vários suportes onde pode ser encontrada informação, que vão desde sites, passando por bases de dados ou mesmo redes sociais;
– Conseguir distinguir os vários formatos de dados em que são apresentados os conteúdos e saber como «trabalhá-los»;
– Identificar algumas das ferramentas e aplicações utilizadas para o tratamento e visualização de dados;
– Aplicar os fundamentos das técnicas apresentadas na produção e edição de conteúdos jornalísticos;
-• Proceder a pesquisas específicas de informação, tendo em conta as fontes e formas de trabalhar os dados tratadas ao longo da ação de formação.

TAXA DE FREQUÊNCIA

50 euros.

Desconto de 50% para portadores de título profissional de jornalista e para outros profissionais dos média que apresentem declaração da entidade empregadora comprovativa da atividade atual.

Os desempregados beneficiam de isenção da taxa de frequência, para o que deverão apresentar declaração do Centro de Emprego.

METODOLOGIA

Formação em ambiente presencial, em sala, assente numa organização sequencial lógica, funcional, e online, em sessões síncronas.
Nas sessões teórico-práticas presenciais, recurso aos métodos: expositivo (participado), interrogativo, demonstrativo, case-study.
Trabalho prático com base na descoberta e role-playing.

AVALIAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

A qualificação, atestada por um diploma no final do curso, depende da assiduidade da frequência – a ação formativa implica, pela sua própria natureza, a presença dos formandos – e do nível de desempenho dos formandos ao longo do curso, num processo de avaliação contínua.

Para mais informações, contactar a secretária do curso – Fátima Gonçalves – tlf.: 218855011 • e-mail: fgoncalves@cenjor.pt