FINALIDADE

Preparar os profissionais para as exigências que as redes sociais vêm colocar aos profissionais da comunicação. As redes sociais online desenham-se como um meio no qual todos os órgãos de comunicação social relevantes, a nível local e global, estão presentes. Sendo um suporte recente, as redes sociais introduziram novas linguagens e formas de comunicar nos media, obrigando os jornalistas a integrar novas competências nos seus processos de trabalho.

Este curso procurará formar e preparar os profissionais para este novo ambiente de comunicação, colocando a tónica na experiência prática, de modo a permitir aos formandos a capacidade de dominar as especificidades da comunicação nas redes sociais como forma de potenciar e complementar a sua atividade jornalística.

O curso irá abordar os vários aspetos introduzidos pelas redes sociais na atividade jornalística, nomeadamente no fluxo informativo. As redes sociais enquanto fonte de informação, a produção e edição de conteúdos para as redes sociais e os canais e formas de disseminação serão os focos desta formação. Haverá igualmente discussão alargada sobre a criação e gestão de comunidades nas redes sociais como forma de promover a interatividade e uma relação de proximidade com o público.

NOTA: os jornalistas deverão ter um smartphone com sistema operativo Ios ou Android que permita a instalação de aplicações a indicar.

DESTINATÁRIOS

Profissionais no campo da exploração e aproveitamento das potencialidades das redes sociais online.

PROGRAMA

25 H

1. As Redes Sociais online e o Jornalista:
a. Porque queremos estar nas Redes Sociais
b. Como podem os jornalistas usar os Social Media
c. As redes sociais e a cobertura de grandes eventos

2. O Facebook
a. O que é e como funciona
b. Porquê usar o Facebook
c. Regras básicas para operacionalizar uma conta
d. Conteúdos para o Facebook
e. Ferramentas de monitorização

3. O Twitter
a. O que é e como funciona
b. Porquê usar o Twitter
c. Regras Básicas para operacionalizar uma conta
d. Conteúdos para o Twitter
e. As plataformas de integração: Hootsuite e Tweetdeck
f. Ferramentas de Monitorização

4. Instagram
a. O que é e como funciona
b. Porquê usar o Instagram
c. Regras básicas para operacionalizar uma conta
d. Conteúdos para o Instagram

5. Outras redes sociais (Linkedin, Snapchat, FB Messenger, Whatsapp, Telegram, , etc.)

6. Estratégia de conteúdos
a. A curadoria de conteúdos e breaking news;
b. Como definir uma estratégia para as redes sociais, em complemento à produção jornalística radiofónica e online (estilo, frequência, tipos de media)
c. O que publicar (texto, imagens, áudio, vídeo, gráficos)
d. Quando publicar (para potenciar e complementar a informação radiofónica)
e. Com que frequência (criar plano de publicações)
f. Em que redes sociais
g. Como interagir com os seguidores e fãs para obter feedback e gerar discussão positiva

7. Uso das contas pessoais como forma de potenciação e personalização da informação jornalística

8. As redes socais como fonte de informação

9. Escrever para redes sociais: o tweet e o post
a. Regras de escrita e hiperligação

10. Gestão de redes sociais e de comunidades de discussão

OBJETIVOS GERAIS

No final do curso, os formandos deverão ter adquirido as seguintes competências, no âmbito do saber-fazer, relativamente à produção e publicação de conteúdos em redes sociais online e em gestão de comunidades online:
– utilizar da melhor forma as redes sociais, em especial Twitter, Instagram e Facebook, para potenciar e complementar a produção jornalística
– agir com objetivos claros nas redes sociais
– gerir seguidores e fãs nas redes sociais
– criar e publicar conteúdos adequados às redes sociais
– criar e publicar conteúdos com smartphones

TAXA DE FREQUÊNCIA

50 euros.

Desconto de 50% para portadores de título profissional de jornalista e para outros profissionais dos média que apresentem declaração da entidade empregadora comprovativa da atividade atual.

Os desempregados beneficiam de isenção da taxa de frequência, para o que deverão apresentar declaração do Centro de Emprego.

METODOLOGIA

Formação em ambiente presencial, em sala, assente numa organização sequencial lógica e funcional.
Nas sessões teórico-práticas presenciais, recurso aos métodos:
– Expositivo (participado),
– Interrogativo,
– Demonstrativo,
– Case-study.
Trabalho prático com base na descoberta e role-playing.
Análise crítica de trabalhos.

AVALIAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

A qualificação, atestada por um diploma no final do curso, depende da assiduidade da frequência – a ação formativa implica, pela sua própria natureza, a presença dos formandos – e do nível de desempenho dos formandos ao longo do curso, num processo de avaliação contínua.

Para mais informações, contactar a secretária do curso – Fátima Gonçalves – tlf.: 218855011 • e-mail: fgoncalves@cenjor.pt

DURAÇÃO

25h

TAXA DE FREQUÊNCIA

50€